Importância da produção de filmes nos estudos das mais diversas áreas de formação

Texto e fotos: Fabiana Soares



Na última terça-feira (5), a 9ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas recebeu a palestrante Natacha Muriel, professora de Filosofia da Universidade Federal do Cariri (UFCA), responsável pela a oficina Filosofia e Documentário Social Latino-americano, que tratou da importância de se utilizar filmes documentários na análise social. Segundo a professora, os conteúdos produzidos podem auxiliar na elaboração de pesquisas e estudos.

Em sua fala Muriel afirmou que os filmes são criados para representar a realidade e explicou que existem grandes diferenças entre os comerciais, produzidos a partir de uma ideia criada ou inventada, uma ficção; e os documentários, que são desenvolvidos sobre e a partir de uma dada realidade.

Nessa perspectiva, a palestrante esclareceu que os documentários nascem para conscientizar as pessoas de algo relevante.  Por isso, ela trouxe para complementar esse pensamento, alguns filmes produzidos ao longo do século 20, o que auxiliou na compreensão e percepção do que estava sendo discutido e apresentado por ela.

Por fim ressaltou que percebendo o real valor de um documentário, muitos profissionais estão fazendo uso deste tipo de material para realizar pesquisas e estudos. As áreas são as mais diversas como, por exemplo, psicólogos, cineastas, sociólogos, filósofos, historiadores entre outros.