O Concerto apresentou um repertório com músicas regionais 


Texto: Pedro Vianna
Imagens: Thiago Prado 


O Coro da Universidade Federal de Alagoas (Corufal) se apresentou na noite desta terça-feira (5) na Igreja Nossa Senhora Mãe do Povo. O concerto teve um repertório de 11 peças apresentadas, com um misto de músicas eruditas, populares e folclóricas.

Segundo o maestro Moisés Evilásio, a escolha do repertório foi feita pela proposta da Bienal, que não abrange uma tribo ou religião definida. “É algo multi. Então, tivemos a proposta de não ficarmos somente em um tema. Por isso, os temas erudito, popular e folclórico, que atingem a todos”, pontuou. E completa: “Muitas vezes, as pessoas acham que a música de coral é para um determinado grupo e a música na igreja como um espaço aberto e dentro da Bienal, foi a ideia perfeita para atingir a todos”.

O encerramento da apresentação foi com a música folclórica Mulher Rendeira, gerando aplausos de pé.
Para Daise Araújo, auxiliar de classe e aspirante ao coral, a apresentação torna a Bienal Alagoas ainda mais acessível à arte e à cultura. ”Acredito que ter um espaço para a comunidade e não só para os universitários é um diferencial da Bienal aqui no Jaraguá, pois gera integração nas questões culturais”, conclui.