Atração é formada por estudantes do curso de Música da Ufal

Texto: Thâmara Gonzaga
Fotos: Renner Boldrino



A programação musical na Igreja Nossa Senhora Mãe do Povo, na manhã deste domingo (10), foi um convite para acalmar os pensamentos ansiosos, tão característicos dos tempos atuais, e desfrutar o que de belo a humanidade já produziu.

O Diálogo de violões, dos estudantes do curso de Música da Ufal, João Neto e Willbert Fialho, apresentou ao público peças musicais de compositores dos períodos Barroco, do Renascimento, Clássico e século 20.  “Agradecemos a oportunidade de fazer parte deste evento. O violão não é um instrumento de muita projeção sonora, em razão de sua construção, por isso é importante ficarmos em silêncio para perceber as nuances das peças”, explicou Willbert Fialho. Os presentes também puderam apreciar os músicos tocarem ao violão composições dos brasileiros Villa-Lobos e Aníbal Augusto Sardinha.


Fialho conta que o Diálogo de Violões é um projeto do curso de Música da Ufal, sob orientação do professor Milson Fireman, e envolve outros estudantes violonistas. “O objetivo é promover a interação entre os alunos do curso para tocar juntos em duo, recital, além de trazer apresentações para a comunidade”, disse.

A atração encerrou a programação musical da Igreja Nossa Senhora Mãe do Povo que, durante os dias da 9ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas, foi palco para coros, orquestras de flautas doce e de clarinetas, além de grupo de saxofone.