O tema escolhido homenageia o dia de finados

Texto e fotos: Kerolaine Costa

Música, poesia e sentimento marcou a terceira participação da confraria alagoana Nós Poetas na Bienal Internacional do Livro. A apresentação aconteceu na noite deste sábado, (2), no Espaço Sesc, localizado no Iphan e reuniu cerca de 13 poetas que se apresentaram em dois momentos.

Na primeira parte do encontro, seis poetas se reuniram para conversar sobre a poesia alagoana e suas respectivas obras. Logo após, outros sete participaram do recital de poesia. O tema escolhido para esta edição foi “sombras” e tem como objetivo honrar o dia 2 de Novembro, que é comemorado o dia de Finados. “Como hoje é dia de finados, todos os poemas recitados serão sobre morte” explicou André Maurício, um dos fundadores do grupo.

Além do recital, o público pode contar com a presença do cantor Serafim que com letras aprofundadas intercalou sua apresentação junto com a confraria. Essa metodologia é usada nas apresentações do grupo para que os ouvintes possam experimentar mais de uma forma de arte e ao mesmo tempo conhecer e valorizar os cantores alagoanos.

A Confraria Nós Poetas

A confraria surgiu inicialmente como uma forma de comunicação entre os fundadores. Mas, depois de um tempo se transformou em um local onde poetas do Brasil inteiro podiam compartilhar suas obras. Atualmente, o Grupo do Facebook conta com cerca de 2 mil pessoas. Desses, cerca de 40 membros participam de forma presencial e de acordo com a disponibilidade, se apresentam em eventos.