Capacitação foi dinâmica e contou com 20 vagas
Dayvson Oliveira (texto e fotos)



É bem provável que todo estudante de ensino superior, já tenha esquentado a cabeça para produzir trabalhos acadêmicos. Com a proposta de melhorar a qualidade de artigos científicos, auxiliando pesquisadores e estudantes de pós-graduação neste desafio, foi realizado o minicurso: Produção e Publicação de Artigo Científico, ministrado pela professora Elione Diógenes, das 11h às 13h, na Praça Dois Leões. Os participantes fizeram anotações do início ao fim.
A atividade trouxe informações importantes, como os 3 pré-requisitos essenciais para a produção de um artigo científico: 1 - Não se faz ciência pra dizer o que já foi dito, 2 - é preciso um problema e 3 - são necessárias hipóteses. Também foi apresentada a estrutura básica de um artigo, composta por: título, nome dos autores, resumo, introdução, desenvolvimento, considerações finais e, por fim, referências. Cada item foi explanado com dicas valiosas.
O artigo é o modelo mais curto de trabalho acadêmico, geralmente são 20 páginas. Mas quem pensa que este é o mais fácil, está enganado. "Um artigo exige muito mais capacidade de quem está escrevendo uma monografia. Ele é a síntese de um trabalho maior, não se pode fazer um artigo sem que seja feita uma pesquisa", alertou Elione. Uma outra sugestão foi que os estudantes pensem no público e não simplesmente em falar a linguagem do professor.


A ideia principal era incitar o interesse pelo conhecimento científico e não faltou estímulo. A professora trouxe uma bolsa cheia de livros e estava determinada a mão voltar com nada para casa. "A educação não é mercadoria, todos os cidadãos e cidadãs devem ter direito a educação pública, gratuita e de qualidade. Eu penso assim, porque eu sou fruto dessa educação", registrou.
A estudante de geografia, Raquel Lourenço, está finalizando o curso, mas veio em busca de mais conhecimento: "escrever artigo é complexo e quando a gente vê outras perspectivas, que levem a fazer um artigo com excelência, é sempre bem vindo", falou. Sua colega de curso, Débora Luzia, também participou da atividade: "Educação é uma constante e a ABNT é um desafio pra qualquer graduando", concluiu.
O minicurso tem origem de um projeto com mais de 1 ano de duração, que foi finalizado com um livro publicado. A educadora planeja uma nova oficina, que será divulgada através do Ifal. Elione Diógenes encerrou parafraseando Fernando Pessoa: "Quer ser grande? Bem grande? Seja inteiro, seja você. Ponha o máximo que você é, no mínimo que você faz e assim, em cada lago a lua toda brilha, porque no alto ela vive", recitou.