Vindo da Bahia, grupo também lança livro e faz exibição de filme durante o evento

Texto: Fabiana Soares
Fotos: Manuel Henrique


O Baile Pastoril da Queimada da Palhinha é uma festa natalina que acontece anualmente no barracão da dona Pina (Crispina Lopes), na cidade Simões Filho, BA.  Wayra Silveira, coordenadora do grupo, diz que essa é uma tradição muito antiga que foi passada de geração para geração. Atualmente, 35 pessoas entre 3 e 87 anos fazem parte do projeto.

“Ao longo dos anos o grupo vem se renovando e se reinventando como apoio que a prefeitura da Cidade nos dá. Isso contribuiu para não deixar morrer esta linda tradição”, disse a coordenadora.

No intuito de perpetuar esta tradição, as letras das músicas e cantigas e as partituras foram registradas em um livro “Cantigas de um Baile Pastoril”. O material já está disponível para os interessados.

Agenda de apresentações durante a Bienal:
        Dia sexta-feira (8) será exibido o filme “História de vida- Pastoras e Tocadores da Queimada da Palhinha.”, às 14h, no auditório do Museu da Imagem e do Som (MISA).
        No mesmo dia haverá a apresentação do Coral Queimada da Palhinha, na Praça da Igreja Nossa Senhora Mãe do Povo.

Contato do grupo no Facebook.